Você na melhor Faculdade de Marabá.

Psicologia

OBJETIVO GERAL

O curso objetiva-se, como premissa fundamental, formar integralmente o psicólogo. Assegurando-lhe um sólido conhecimento teórico-prático o qual propicie efetivas oportunidades de aperfeiçoamento pessoal além do desenvolvimento investigativo não só voltados para áreas competentes às bases cujo envolvem a psicologia, mas situações-problemas que remetem ao engajamento social e compromisso com a qualidade de vida da população. A formação acadêmica proposta busca qualificar psicólogos frente aos princípios, diretrizes e práticas do Sistema Único de Saúde, por meio da compreensão das relações de trabalho em saúde e sociedade, visando o aprimoramento da dinâmica de gestão, a qualificação dos processos de cuidar e a proposição de projetos de intervenção a partir do reconhecimento de diferentes demandas, sustentados por evidências científicas. O curso é autorizado pelo MEC, conforme Portaria Normativa nº 621 de 14 de setembro de 2017.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

• Oferecer fundamentos teóricos e metodológicos necessários ao desenvolvimento de uma ciência psicológica moderna e atualizada;

• Oferecer conhecimentos práticos que sirvam de sustentáculo e de complemento para o estudo dos fenômenos biopsicossociais;

• Promover o desenvolvimento de habilidades de avaliação, planejamento,
intervenção e crítica, necessárias à utilização do conhecimento teórico e técnico, na preservação e na assistência dos problemas psicológicos em diferentes contextos;

• Desenvolver um campo propício à reflexão filosófica e epistemológica da teoria e da prática do psicólogo, nas principais áreas de atuação profissional;

• Sensibilizar o estudante para a promoção de uma postura ética, respeitosa aos direitos humanos e consciente de seu papel como cidadão, comprometido com a realidade social na qual está inserido;

• Promover a investigação científica, incentivando a efetiva participação dos alunos em pesquisas na ciência psicológica;

• Despertar, no discente, o desejo permanente de aperfeiçoamento profissional e cultural, integrando os conhecimentos que vão sendo adquiridos dentro de uma estrutura intelectual, sistematizadora dos conhecimentos de cada geração;

• Promover a inserção dos docentes e discentes nas ações de saúde promovidas pelo sistema de saúde da região;

• Possibilitar o cumprimento do preceito constitucional da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, contribuindo, assim, para o avanço da Psicologia como ciência e profissão.

PERFIL DE EGRESSO

O Curso de Graduação Bacharelado em Psicologia privilegia a formação do psicólogo ao perfil generalista, sólida formação técnicocientífica em Psicologia e formação humanística, postura ética, responsabilidade social,
visão crítica e reflexiva, global e atualizada do mundo, consciência solidária dos problemas de seu tempo, do seu espaço, capaz de atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com rigor técnico e científico, re-significando os princípios éticos, bióticos e legais e a compreensão da realidade social, cultural e econômica em seu meio, capacitado a atuar para a transformação da realidade em benefício da sociedade. O Curso de Graduação em Psicologia tem como propósito a formação do psicólogo voltado para a atuação profissional, para a pesquisa e para o ensino de Psicologia.
Estudo da anatomia do sistema nervoso central e periférico, da fisiologia do sistema nervoso autônomo e de suas influências sobre a sensibilidade e a motricidade. Estudo da morfologia externa e da estrutura interna do sistema nervoso central visando à compreensão de sua função e de suas implicações no comportamento dos indivíduos. Estudo prático de peças anatômicas e cadáver.
Surgimento da Filosofia e da Ética: a passagem do mito para a filosofia, definição clássica de filosofia e o surgimento da ética como objeto das reflexões filosóficas. Os pressupostos sobre a natureza do homem e o conceito de mente ao longo da história da Filosofia. O conceito de Ética. Definição clássica de ética, o objeto da ética, a diferença entre ética e moral, a definição contemporânea de ética. O conceito moral. Moral e sua realização, diferença entre moral e moralidade, a função social da moral, a estrutura do ato moral, a imputação de responsabilidade moral, a avaliação moral, valores a teorias de valores. O conceito de cidadania. O surgimento da ética empresarial. O conceito de negócio ético, orientações gerais sobre empresa ética, responsabilidade social, código de ética, ética empresarial e meio ambiente. Teorias de Psicologia.
Princípios básicos da sociologia: panorama histórico-social. A sociedade como realidade subjetiva e objetiva. Estudo de tópicos da atualidade em ciências sociais: ideologia, cultura e sociedade; o espaço exterior e interior na questão da identidade, modernidade e crise da subjetividade; opressão e resistência à opressão: a dimensão social dos processos subjetivos individuais, a condição humana de seres políticos, a cidadania no Brasil. Estudo dos temas fundamentais da Antropologia. Teorias da cultura. Cultura e prática Social. Identidade. Discute a Antropologia destacando os fatores determinantes na formação das culturas humanas. A questão natureza e cultura, a diversidade cultural. Os processos sociais e sua relação com a esfera psíquica. A evolução sócio-econômica e a constituição da subjetividade moderna. A questão do poder. A dinâmica cultural no contexto da saúde. Concepções e representações da saúde e da doença.
Saúde coletiva e seus desdobramentos teóricos e práticos. Saúde como modo de vida: relação saúde, sociedade e cultura, seus determinantes e condicionamentos econômicos, sociais, políticos e ideológicos. Saúde e Cidadania. Estado de saúde da população, sistema de atenção em saúde e práticas assistenciais formais e informais. Processo de trabalho em saúde. Saúde-doença como expressão das condições concretas de existência. Reforma Sanitária Brasileira. Sistema Único de Saúde.
Evolução histórica da Psicologia e suas inter-relações com as Ciências Humanas e Sociais. A Psicologia contemporânea e seus desafios. Organização profissional, as entidades e associações representativas na Psicologia e os diversos níveis de participação. Psicologia no Brasil: trajetória de sua constituição como campo atuação científico e profissional. As especialidades em Psicologia aprovadas pelo Conselho Federal de Psicologia. Métodos de pesquisa em psicologia. Definições de termos básico em Psicologia.
Reflexão filosófica e epistemológica sobre os conhecimentos e práticas psicológicas. Origens filosóficas da Psicologia. Escolas psicológicas, precursores das escolas, método de estudo e contribuições à Psicologia como ciência. Principais matrizes e teorias do pensamento psicológico. Criação da Psicologia científica. A cientificidade da Psicologia e o problema de sua unidade como disciplina.
As relações étnico-raciais. Multiculturalismo, cultura, Lei 10639/2003 e seus desdobramentos na atualidade. Configurações dos conceitos de etnia/raça, cor, classe social, diversidade e gênero no Brasil. Identidade e diferença. Cultura afro-brasileira e indígena. O respeito pelas várias etnias e a valorização da cultura afro-descendente. Políticas de ações afirmativas. A formação inter-étnica profissional.
Processos básicos do comportamento humano: sensação, percepção, emoção, atenção e personalidade. A atividade consciente e sua formação. Linguagem e o pensamento.
Antropologia: campos de estudo, métodos e principais abordagens; O homem e a visão antropológica; Construção do conceito de cultura, a partir das diferentes abordagens antropológicas. Categorias básicas da Antropologia: etnocentrismo; uniformidade e diversidade; relativismo cultural, multiculturalismo; Formação étnica e cultural da sociedade brasileira. O homem em sociedade. Transformações sociais. As crenças e rituais. Questões de gênero. Práticas etnográficas e Etnografias contemporâneas. A Psicologia no campo da Antropologia (interações, influências e contribuições).
Conceitos fundamentais da genética. Aspectos genéticos do ciclo celular. Bases genéticas da hereditariedade. Estrutura e função dos genes. Mutação. Citogenética clínica: princípios gerais e anomalias autossômicas e sexuais. Padrões de herança monogênica. Imunogenética. Erros inatos do metabolismo. Genética de populações.
Teoria da ciência. Conhecimento científico. Análise do impacto das novas tecnologias sobre o indivíduo, a cultura e a sociedade. O papel e o poder da ciência na sociedade da informação. Propriedade intelectual. Comunicação e práticas culturais. Psicologia como Ciência. Produção científica na psicologia e seu impacto na profissão. Pós-graduação na área da Psicologia.
Fatores na aquisição e expressão do comportamento e a forma como estes estão organizados do ponto de vista da circuitária neural. Cronobiologia, hormônios, neurotransmissores, sensações do medo, da ansiedade, do comportamento alimentar e sexual, da linguagem e os mecanismos de memória, sono e vigília. Principais síndromes, disfunções neurológicas e repercussões sobre as funções psicológicas.
Psicólogo em seu campo de trabalho. A constituição da Psicologia e sua diversidade: a realidade profissional e a visão do senso comum sobre a psicologia e o trabalho do psicólogo. A entrevista como ferramenta fundamental de atuação para o psicólogo.
Conceito de Desenvolvimento Humano e métodos de estudo. Áreas de pesquisa em psicologia do desenvolvimento. Principais perspectivas teóricas que norteiam a Psicologia do Desenvolvimento. O desenvolvimento humano na infância. O conceito de infância. Estudo do desenvolvimento da criança, do desenvolvimento pré-natal à pré- adolescência, nos aspectos cognitivo, psicomotor, social e emocional-afetivo. Histórico da clínica com crianças.
Sistema de informação em saúde. Estimação e dinâmica populacional. Coeficientes, índices e proporções. Medidas de tendência central e variabilidade. Sistemas de informação, decisão e controle em saúde. Sistema de informação de estatísticas vitais e de serviços de saúde. O sistema de informação no hospital. Indicadores de controle de produção de serviço de saúde. Indicadores de atenção hospitalar. A informação para o planejamento e programação dos serviços de saúde.
Identidade e postura profissional do psicólogo. Órgãos representativos: Conselho Federal de Psicologia (CFP) e Conselho Regional de Psicologia (CRP). Sigilo e confidencialidade profissional. Ética em testagens psicológicas. Cidadania. Psicologia e as demais profissões: conduta ética no trabalho interdisciplinar. O Código de Ética do Psicólogo: regulamentações e infrações. Questões atuais relacionadas à ética profissional do psicólogo. Questões Bioéticas: reflexão crítica.
Processos do comportamento humano: motivação, inteligência, memória e aprendizagem. Introdução ao estudo do Ciclo Motivacional. Definição e dinâmica da aprendizagem. Enfoques teóricos sobre aprendizagem, memorização e esquecimento. Criatividade. Inteligência: abordagem cognitiva e psicométrica. Aprendizagem e sua relação com maturação, motivação e emoção. A psicologia da aprendizagem e a prática pedagógica. Conceituação de problema de aprendizagem e causas específicas. A relação entre aprendizagem e desenvolvimento (família , escola, sociedade e cultura)
A prática de observação e pesquisa de elementos do desenvolvimento humano e da personalidade em comunidades, visando a busca de aspectos que auxiliem os alunos no entendimento dos conceitos e das teorias estudadas em sala de aula, além de levantarem temas de estudo para trabalhos científicos em Psicologia. Modelos de observação em Psicologia. Integração dos processos psicológicos básicos.
Visão das principais teorias da adolescência. Aspectos biológicos da adolescência: puberdade e maturidade sexual. Crescimento físico, características cognitivas, psicossociais e afetivas do adolescente. Conceito de maturidade, principais teorias norteadoras do estudo do desenvolvimento do adulto. Características físicas, emocionais, e cognitivas da idade adulta. O adulto e suas relações com a família, trabalho, moral e sexualidade, crises e conflitos da maturidade. O envelhecimento. O processo de morrer - sentido da morte ao longo do ciclo vital.
História, objeto e métodos da Psicologia Social: análise epistemológica. Noção de Social em Psicologia Social. A Psicologia Social americana (tradição cognitivista) e a Psicologia Social europeia e Latino-americana (tradição sócio-histórica). Concepção de ideologia e norma social. Representação social. O indivíduo, subjetividade e as instituições sociais: família, escola, organizações, trabalho, política. A prática da Psicologia Social.
História do conceito de personalidade. Os três grandes campos das teorias da personalidade: o comportamento, a consciência e o inconsciente. O ponto de vista comportamental / cognitivista. O ponto de vista existencial / fenomenológico. A abordagem psicanalítica – Freud, Escola Inglesa, Lacan. A abordagem analítica – Jung. Análise crítica de temas implicados com o campo da psicologia da personalidade. Premissas das abordagens psicanalíticas.
Uso do método científico em pesquisa de psicologia. Pesquisa bibliográfica. Método correlacional, experimental, longitudinal e transversal. Análise do conteúdo. Pesquisa básica e aplicada. Experimento de campo e de laboratório. Análise de dado quantitativa e qualitativa. Ética na pesquisa. Projeto de pesquisa. Parte prática: elaboração de um projeto próprio de pesquisa.
A vivência de técnicas em grupos e a observação de grupos em organizações e grupos sociais (crianças e adolescentes em situação de risco, dependentes químicos, mulheres, entre outros grupos). Comportamentos inatos, aprendidos e governados verbalmente, sejam comportamentos públicos ou encobertos. Aplicações da análise experimental em laboratório de pesquisa. Aplicações da análise do comportamento para a prática cotidiana.
Perspectiva histórica e social da educação no Brasil. Função social da escola. A realidade do ensino público e privado. A escola na contemporaneidade. Educação e Psicologia: atravessamentos científicos. Concepções de aprendizagem e práticas pedagógicas. O psicólogo diante dos problemas de aprendizagem (escola, clínica e consultorias). A Psicopedagogia.
Aspectos históricos e conceituais das deficiências, suas causas, a incidência e a prevenção. Diagnóstico e alternativas de atendimento. A integração da criança portadora de necessidades educativas especiais. Da exclusão às tentativas de inclusão. Institucionalização da diferença. Aspectos sócio-políticos psicológicos, educacionais e culturais da pessoa com necessidades especiais. Paradigmas do conceito de deficiência.
Conceito de método experimental. A noção de experimentação em psicologia. Análise experimental do comportamento. Modelos em psicologia: procedimentos, conceitos e princípios. Ciência e comportamento humano, condicionamento operante, condicionamento pavloviano. Delineamentos experimentais e controle das variáveis em uma pesquisa.
Conceito. Objetivos e métodos de estudo. Conceito de normalidade e anormalidade psíquicas. Transtornos da conduta, consciência, atenção, orientação. Percepção, memória, pensamento, linguagem, afetividade. Síndromes psíquicas orgânicas. Esquizofrenia e outros transtornos delirantes. Transtornos mentais da infância e da adolescência. Técnicas de entrevista psiquiátrica. Sintomas dos transtornos depressivos. Avaliação do risco de suicídio. Sintomas dos transtornos de ansiedade. Sintomas dos transtornos conversivos. Sintomas da dependência de substâncias psicoativas. Sintomas dos transtornos psicóticos. Sintomas dos transtornos da cognição.
Introdução teórica ao campo da saúde mental. História e conceito de loucura. Pesquisas sociológicas sobre questões da saúde-doença e da organização das práticas da saúde Epidemiologia em saúde mental. Saúde mental e trabalho. A Saúde Mental nas relações sociais, na família. Saúde mental e sociedade. Debates atuais em Saúde mental no Brasil (aspectos psicossociais). Alternativas ao modelo manicomial. História da Psicossomática, o estudo básico da etiologia das principais doenças, a análise das condições de trabalho em instituições de saúde, a compreensão das bases psicanalíticas das teorias psicossomáticas e a referência a teorias de vários outros autores tais como Michel Fain, LéonKreisler, Joyce McDougall, Christophe Dejours, D. W. Winnicott, entre outros.
Introdução à avaliação psicológica. Avaliação psicológica e sua utilização em diversos contextos. O processo de avaliação e suas etapas. O examinador e sua relação com oexaminando e a família. Classificação das técnicas de exame psicológico. Entrevista psicológica. Testes psicológicos: histórico, características e aspectos éticos. Avaliação de nível mental, interesse e aptidão. Planejamento e elaboração de laudos e pareceres psicológicos. Implicações éticas e requisitos legais.
Organização estrutural da psique humana e das funções psíquicas. Reconhecimento clínico, diagnóstico diferencial, evolução, tratamento psicológico e psicofarmacológico das principais afecções psiquiátricas.
Construção de procedimentos de pesquisa psicológica. Análise da realidade que se quer investigar. Sistematização da investigação. Elaboração de registros. Tópicos de conteúdos: Definição de métodos e metodologia. Concepção de pesquisa. Pesquisa: abordagens qualitativas. Pesquisa: abordagens quantitativas.
Os elementos das teorias e técnicas psicoterápicas. Observação de grupos e em instituições que trabalhem com psicopatologias. Observação e acompanhamento de casos de pacientes ou grupos de pacientes com quadros que exijam a presença do trabalho do psicólogo. No entanto, aos alunos não caberá nenhum trabalho de intervenção, mas sim o planejamento e acompanhamento de atividades de um profissional dessa área. Dessa forma, o psicólogo da instituição clínica ou social poderá funcionar como supervisor e orientador, em trabalho paralelo com o professor da disciplina.
História, conceituação e classificação dos psicotrópicos, ansiolíticos, hipnóticos, antidepressivos e anticonvulsivantes. Fundamentos de psicofarmacologia. Uso terapêutico dos antipsicóticos, ansiolíticos, hipnóticos, antidepressivos e anticonvulsivantes. Análise da ação e do efeito dos fármacos sobre o sistema nervoso e suas influências nas emoções e no comportamento humano. Psico-estimulantes e psicodislépticos. Psicofarmacologia e Psicoterapia.
Apresentação e utilização de técnicas projetivas e avaliação psicológica. Aspectos conceituais e operacionais do processo diagnóstico infantil, do adolescente e do adulto.
Bases históricas. Principais conceitos. Intervenções e fundamentos da psicoterapia humanística, fenomenológica, existencial, Gestalt-terapia.
A contribuição de Brentano. A influência de Husserl e o método fenomenológico. O Romantismo. A proposta de Merleau-Ponty. A contribuição da fenomenologia para a Psicologia. O Existencialismo: contextualização histórica e filosófica. Os filósofos existencialistas: Kierkegaard, Nietszche, Sartre,Husserl, Heidegger, Merleau- Ponty, Buber. Vida, obra e pressupostos dos filósofos existencialistas. O existencialismo e suas contribuições para a Psicologia. O Humanismo. Contextualização histórica. Influência do Humanismo na Psicologia. Carl Rogers e a Abordagem Centrada na Pessoa (ACP). Perls e a Gestalt-Terapia. Psicologia Humanista-Existencial na atualidade e suas implicações.
Princípios gerais do tratamento psicofarmacológico. Estudo, classificação, mecanismos de ação, indicações terapêuticas, efeitos colaterais, abuso e dependência das substâncias psicoativas. Relações com a psicoterapia.
Análise das organizações, nas dimensões: estrutural e política, ideológica e psicológica. Papéis e perspectivas de intervenção do psicólogo na organização. Visão geral sobre a evolução da teoria das organizações: as relações de poder e as formas de gestão. Inovações tecnológicas e mudanças organizacionais. A organização moderna e a saúde do trabalhador. O papel do psicólogo nas organizações.
Definição conceitual, epidemiologia, características clínicas e diagnóstico diferencial das síndromes e transtornos mentais, conforme a taxonomia de Classificação de Transtornos Mentais e de Comportamento da CID 10 (OMS) e do Manual Diagnóstico e Estatística de Doenças Mentais ! DSM-IV, da Associação Americana de Psiquiatria.
Bases histórico-filosóficas de psicoterapias clássicas, tais como a Abordagem Centrada na Pessoa, psicoterapias corporais, de base cognitiva e comportamental e práticas contemporâneas em psicoterapia. Sobre o Processo psicoterápico: abordar sua conceituação e técnicas utilizadas. Estudo de casos e Ética na relação terapêutica.
Os fundamentos teóricos do movimento fenomenológico e sua relação com a psicologia. Hermenêutica, Gestalt, cognitivismo. As interfaces da fenomenologia com a condução da clínica psicológica. Os delineamentos tradicionais e recentes de pesquisa fenomenológica (instrumentos, procedimentos, métodos e técnicas de análise).
Histórico sobre a Freud e a Psicanálise. Conceitos basilares da psicanálise: Inconsciente. Recalque. Desejo. Sintoma. Conflito e defesa. Narcisismo. Os fundamentos da teoria psicanalítica através de seus conceitos fundamentais. O conceito de inconsciente - o inédito de Freud, assim como suas possíveis vias de acesso. O conceito de desejo em Psicanálise e sua importância na dinâmica da vida. A importância do eu para a Psicanálise através de estudos sobre o narcisismo. Conceito de defesa e sua relação com as estruturas psíquicas.
Elemento integrador dos conteúdos das disciplinas dos semestres letivos anteriormente vivenciados. Estruturado a partir de atividades que integram os conteúdos com vistas ao desenvolvimento da interdisciplinaridade e ao raciocínio crítico e reflexivo dos alunos, por meio da utilização de questões problemas relativos aos conteúdos ministrados.
Bases filosóficas, teóricas e históricas da terapia comportamental cognitiva. Terapia comportamental e terapia comportamental cognitiva. Qual a diferença? Contribuições cognitivas: Ellis, Beck, Mahoney, Meichenbaum e Seligman. Análise funcional e técnicas. O clinic pesquisador. Diagnóstico e avaliação comportamental. A entrevista inicial. Formulação de casos clínicos. A formação do terapeuta comportamental cognitivo. Exemplos de intervenção terapêutica: terapia de grupos, casais, famílias, crianças e adultos. Cuidados éticos.
Etapas de intervenção em Psicologia. Relação entre propostas de intervenção e problemas que deram origem a estas propostas. Aspectos relevantes em projetos de intervenção: procedimentos, instrumentos, critérios técnicos, éticos e legais nas situações concretas. Registro de atividades de intervenção: monitoramento. Avaliação de procedimentos de intervenção realizados.
Origem, funções e mazelas da cultura. Distúrbios psíquicos, decorrentes das transformações culturais. Os distúrbios psicológicos na perspectiva da cultura nordestina. Psicoterapia numa abordagem etnopsicológica.
Conceitos de Neuropsicologia. Conteúdos de neuropsicologia e de neurologia necessários à compreensão de aspectos neurobiológicos do psiquismo, de doenças neurológicas, transtornos mentais e algumas patologias psiquiátricas. Bases morfológicas da atividade emocional. Neurociências. Correlatos biológicos do comportamento. Elementos neurofisiológicos da emoção, motivação, aprendizagem, linguagem, pensamento e alterações mentais. Estudo e análise de quadros clínicos. Avaliação e reabilitação neuropsicológica.
A psicologia escolar: origens. Relações com a Pedagogia. A escola e demais instituições. Função do psicólogo escolar. As etapas da educação. Análise de instituição escolar por meio de visitas técnicas, entrevistas, observações e elaboração de relatórios. Identificação das principais dificuldades de aprendizagem, processos de avaliação e diagnóstico, e tratamentos, de forma individual e grupal, com o objetivo de fazer os encaminhamentos necessários. Este processo de aprendizagem será avaliado por meio de trabalhos escritos, relatórios de visitas, observações e análises das práticas profissionais, e análise e discussão de filmes.
Definição. Desenvolvimento histórico. Distúrbios psicomotores: técnicas e intervenções. Sessões psicomotoras. Avaliação e reeducação psicomotora: observação e desenvolvimento.
Origem, desenvolvimento e áreas de aplicação da dinâmica de grupo. Teoria de Campo de Kurt Lewin. Conceituação de grupo e dinâmica de grupo. Fases de Desenvolvimento de Grupo. Tipos de grupos. Fenômenos Grupais. O papel do facilitador de grupos. A comunicação humana e as relações interpessoais. As relações humanas e convívio social. Oficinas vivenciais.
Etapas de intervenção em Psicologia. Relação entre propostas de intervenção e problemas que deram origem a estas propostas. Aspectos relevantes em projetos de intervenção: procedimentos, instrumentos, critérios técnicos, éticos e legais nas situações concretas. Registro de atividades de intervenção: monitoramento. Avaliação de procedimentos de intervenção realizados.
História da ludoterapia. A origem, função e importância do brincar e do brinquedo nas relações humanas. A sala de ludoterapia como lugar de terapia. Os brinquedos e brincadeiras adequadas para o processo terapêutico. Formas de observação e procedimentos em ludoterapia em diferentes contextos (social, clínico, hospitalar etc). A criança em situação de risco e o brincar. A ludoterapia na comunidade. Aspectos éticos da ludoterapia.
Trabalho, Indivíduo e Sociedade. Trabalho no capitalismo e produção do trabalhador. Conhecimento e profissão na sociedade capitalista. Escola, sociedade e profissão. Produção da “vocação”. Orientação vocacional e profissional na sociedade brasileira (leis, profissionais, orientadores, origem e práxis) e o papel do psicólogo. Modalidades em orientação vocacional. Psicometria (princípios, referência teóricas, métodos e técnicas). Outras modalidades. Conceituação e histórico do aconselhamento psicológico. Delimitação e teorias do aconselhamento. A psicoterapia breve. A caracterização da entrevista psicológica.
Origens históricas e sociais da família. A família como instituição social. As relações familiares em diferentes culturas. A Psicologia no ambiente familiar. O papel da família nas intervenções em Psicologia. A influência da família na construção do indivíduo. Dramas familiares: drogas, violência, pobreza, desemprego, alcoolismo. Aspectos essenciais da família: apoio social, afetividade, identidade. A família na terapia:diferentes abordagens
Conceituação. Histórico da Psicologia Hospitalar. O contexto hospitalar e sua significação cultural. A psicologia e os diversos tipos de doenças e pacientes no contexto hospitalar. Atribuições do psicólogo. Psicologia da morte. Questões atuais em Psicologia Hospitalar.
Estudo da psicologia enquanto ciência e suas interfaces com o Direito. Psicologia jurídica como ferramenta de trabalho inter e transdisciplinar, a serviço da mediação entre o indivíduo, seus conflitos e as relações e instituições jurídicas. A avaliação das características de personalidade no âmbito da justiça.
Elemento integrador dos conteúdos das disciplinas dos semestres letivos anteriormente vivenciados. Estruturado a partir de atividades que integram os conteúdos com vistas ao desenvolvimento da interdisciplinaridade e ao raciocínio crítico e reflexivo dos alunos através da utilização de questões problemas relativas aos conteúdos ministrados.
Constituição do campo da Psicologia da Saúde. Condições sociais e saúde. Conceitos de saúde e saúde coletiva. Processo saúde-doença. Conceito positivo de saúde. Promoção de saúde e a prevenção de doenças. Dimensões sociais da saúde. Políticas de saúde no Brasil. Formação profissional do psicólogo para a atuação no Sistema Único de Saúde (SUS) e no Sistema Único de Assistência Social (SUAS). O Sistema Interdisciplinar. Relações de gênero, etnia e classe: sua relevância em pesquisas, intervenções e políticas públicas de saúde. A saúde como campo de atuação e de pesquisa para a Psicologia Social da Saúde.
Campo do conhecimento e de prática profissional, mediante ações interdisciplinares. A essência da Saúde Pública é a saúde da coletividade onde se incluem: organização de recursos humanos e de ciência e tecnologia, a fim de proporcionar ações e serviços de saúde para a promoção, proteção e recuperação da saúde.
Análise de experiências observadas na prática da Psicologia. Definição da temática de pesquisa. Aspectos do embasamento teórico, do desenvolvimento metodológico e da aplicação técnica e terapias na área de Psicologia. Avaliação das condições ambientais e de mercado. Orientações teóricas e práticas para elaboração e desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso, no qual o acadêmico demonstre o domínio do estado de arte sobre temática específica, relacionada com aspectos do embasamento teórico, desenvolvimento metodológico e aplicação técnica na área de Psicologia. Elaboração e avaliação das etapas de um projeto de pesquisa, aspectos éticos e legais no desenvolvimento da pesquisa.
Estágio supervisionado específico a ênfase Psicologia Social da Saúde, possibilitando ao aluno treinamento e prática profissional neste campo de atuação. Exploração ao máximo de toda a riqueza e instigação a novos questionamentos, articulando-os com conhecimentos mais abrangentes da Psicologia e áreas afins, podendo: a) atuar junto à organizações de saúde comunitária, na elaboração e implantação de programas de prevenção, diagnósticos e tratamento às populações dessas comunidades. Locais: hospitais, postos de saúde, ambulatórios, comunidades terapêuticas, hospitais, clínicas especializadas, Clínica-escola, outros. b) atuar junto a Instituições na elaboração e implantação de programas de mudança de caráter social e técnico, no âmbito da saúde, lazer e trabalho. Planejamento e execução da análise da Instituição: diagnóstico e plano de trabalho subsequente com o objetivo de atender necessidade, perceber limitações e desenvolver potencialidades do pessoal envolvido no trabalho da Instituição. c) atuar na área específica da saúde individual e grupal colaborando para a compreensão dos processos intrapessoais do cliente. Utilização de enfoques preventivos e curativos isoladamente ou em equipes multiprofissionais, onde poderá desenvolver intervenções a nível de pesquisa, diagnóstico e psicoterapia, individual ou em grupo.
Princípios norteadores da intervenção psicossocial. Intervenção do psicólogo em grupos, organizações, instituições e comunidade. Instrumentos de medida e avaliação de fatores psicossociais e seus pressupostos. Redes de apoio social. Estudo das populações vulneráveis e ação preventiva do psicólogo.
Atuação do profissional psicólogo na situação de risco e de vulnerabilidade. Desenvolvimento psicológico de crianças e adolescentes em situação de abandono e institucionalização. Atuação do psicólogo no contexto penitenciário. Adolescentes e drogadição: intervenções do psicólogo. Fatores de Risco e de proteção associados à populações diferenciadas.
Conclusão, apresentação e entrega do TCC.